Pular para o conteúdo
Voltar

Política da Educação do Campo é aberta para consulta pela Rede Estadual de Ensino

Diretores de escolas e professores poderão consultar e apresentar sugestões ao documento até 20 de dezembro
Da Assessoria | Seduc MT

Divulgação
A | A

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT), representada pela secretaria adjunta de Gestão Educacional (SAGE) e da Superintendência de Diversidades (SUDI), por meio da Coordenadoria de Educação do Campo e Quilombola (COCQ), abriu o processo de consulta pública para proposições no texto da Política Pública para Educação do Campo de Mato Grosso. Podem participar professores e diretores das escolas do campo. O documento ficará aberto à consulta até 20 de dezembro e pode ser acessado AQUI.

O documento será amplamente analisado e discutido com a categoria e instituições representativas no 1º Fórum Pensando perspectivas e avanços para a Educação do Campo, dia 22 de novembro, no auditório do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso (TCE), das 8 às 17 horas.

O objetivo é possibilitar reflexão, discussão, escuta e colhimento das propostas político-pedagógicas dos profissionais da Educação do Campo, que corroborem para a elaboração do texto da Política do Campo. O fórum irá discutir o papel dos profissionais da educação do campo, as escolas agrícolas, a avaliação, o currículo, a gestão na educação do campo, entre outros temas.

O evento será uma grande oportunidade para a educação pública estadual debater sobre essa importante modalidade que atende as comunidades do campo, garantindo o acesso à educação. O fórum vai receber um representante de cada escola do campo e DRE para discutir e contribuir na redação do texto da política.

A SUDI, por meio da COCQ tem elaborado diversos materiais pedagógicos e orientativos, a fim de contribuir com o desenvolvimento da modalidade educação do campo. No entanto, para além da produção de materiais, é necessário refletir sobre a realidade das escolas e o atendimento específico a elas.

As abordagens teóricas e metodológicas apontam para a construção de um currículo que reconheça e valorize a educação no campo e a produção de conhecimento. Atualmente, existem diversas leis que regem a educação do campo, que contemplam essas especificidades, a exemplo da Resolução CNE/CEB 1, de abril de 2002 (Diretrizes Operacionais para a Educação Básica nas Escolas do Campo).

Clique aqui para ver a programação completa do evento.