Pular para o conteúdo
Voltar

Três escolas vocacionadas à línguas serão novidades no ano letivo de 2023

A meta é fortalecer o conhecimento linguístico dos estudantes em tempo integral nos municípios de Cuiabá, Várzea Grande e Tangará da Serra
Mailson Prado | Seduc-MT

Wesley Rodrigues
A | A

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT) iniciará o ano letivo de 2023 com três escolas de tempo integral vocacionadas a línguas, com foco em Inglês e Espanhol. O objetivo é fortalecer e aprofundar o conhecimento linguístico dos estudantes nessas duas línguas por meio de uma matriz curricular diferenciada. Serão 1.640 horas-aula para o Ensino Fundamental e 3.000 horas-aula para o Ensino Médio.

 

Desde 2020 as escolas vocacionadas são realidade na Rede Estadual de Ensino, que agora avança continuamente na promoção de uma educação que extrapola os limites do conhecimento científico teórico. “Vamos ampliar o leque de possibilidades futuras para esses jovens no mercado de trabalho. A formação em línguas é necessária às atividades ligadas ao turismo e ao agronegócio, principalmente”, analisou a secretaria adjunta de Gestão Escolar (SAGE), Lélia Brun.

 

A Líder da equipe de Escolas de Tempo Integral da Seduc-MT, Elisandra Chastel, exalta a importância do projeto e como ele vai funcionar nessas três escolas-piloto. ‘’Serão duzentas vagas para cada escola, aproximadamente, que terão uma rotina diária de atividades das 7h às 16h horas”. Segundo ela, o núcleo articulador vai trabalhar as duas disciplinas, com professores na área de espanhol e de inglês. “Esses profissionais já estão em processo seletivo’’, afirma Elisandra.

 

As escolas vocacionadas a línguas, terão, além da Formação Geral Básica e a parte flexível do Currículo, um Núcleo de Articulação com Ênfase em Línguas, com um total de 10 horas-aula trabalhando em conjunto com os demais professores da formação básica.

 

Para o diretor da Escola Estadual ‘Professor Honório Rodrigues Amorim’, em Várzea Grande, a aceitação do projeto foi imediata, principalmente por ser inédito e uma ação potencial formativa para os alunos da unidade que passará a ser vocacionada. ‘’Um dos pontos que me interessou bastante, além das duas línguas, foi o fato de podermos ampliar o número de alunos. Trata-se de uma extensão de conhecimento, não só para outras línguas, mas também de acesso a outras culturas’’, disse.

 

A diretora da Escola Estadual ‘Jonas Lopes da Silva’, Valeria Constantino, em Tangará da Serra, defende a escola vocacionada como uma forma de colaborar com a formação integral dos jovens. ‘’A proposta é que o estudante saia da escola com conhecimento linguístico muito maior, pois, além dela vir para escola aprender a língua portuguesa, ela ainda vai ter aulas de língua inglesa e espanhola. Colabora muito com aprendizagem da criança ter suas aulas trabalhadas de formas diferentes. É uma evolução na aprendizagem dessas crianças’’, finalizou.

 

A terceira unidade que passará a ser de tempo integral vocacionada a línguas será a Escola Estadual ‘Antônio Epaminondas’, em Cuiabá. Além dessas três novas unidades, a rede já conta com 14 unidades vocacionadas ao esporte e outras 62 escolas de tempo integral.

 

Para mais informações sobre as escolas vocacionadas, pais ou responsáveis podem obter por meio do número de telefone (65) 3613-6318, ou por meio do endereço eletrônico ensino.medio@edu.mt.gov.br.