Pular para o conteúdo
Voltar

Escola Estadual 21 de abril promove conscientização contra a violência sexual

Entre os dias 10 e 13 de maio os estudantes participaram de palestras, roda de conversa e organizaram passeata de mobilização da comunidade
Rebeca Cruz | Seduc MT

O assunto foi abordado de forma lúdica com os estudantes do Ensino Fundamental - Foto por: Divulgação
O assunto foi abordado de forma lúdica com os estudantes do Ensino Fundamental
A | A

Ações sobre o ‘Maio Laranja’ são realizadas durante todo o mês, para reforçar à população o combate ao abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes e dar visibilidade ao tema. Em Juína (733 km de Cuiabá no sentido noroeste), a Escola Estadual 21 de Abril promoveu uma semana de sensibilização sobre o assunto. Entre os dias 10 e 13, os estudantes da unidade escolar participaram de palestras, rodas de conversa e organizaram uma passeata de mobilização da comunidade.

Para ministrar as palestras, a psicóloga Aline Pereira da Silva buscou diferentes abordagens, de acordo com a faixa etária dos estudantes. O primeiro dia de atividades foi voltado aos alunos do 3° ao 6° ano do Ensino Fundamental, por meio de uma leitura dinâmica do livro “Pipo e Fifi – prevenção de violência sexual na infância”. Foram abordados conceitos básicos do corpo humano e como diferenciar toques de amor de toques abusivos.

Para reforçar as orientações, Aline trouxe bonecos e três tarjas nas cores verde, vermelho e amarelo. Conforme ela apontava para as partes dos corpos dos bonecos, utilizando as tarjas, os alunos respondiam se poderiam ou não serem tocadas.  

“Tentamos abordar o assunto de forma lúdica com os estudantes do Ensino Fundamental. Foi interativo e eles aprenderam bastante. É imprescindível que as crianças saibam diferenciar onde podem ou não ser tocadas por outras pessoas. É mais uma forma de proteção e prevenção ao abuso”, ressaltou a coordenadora pedagógica da unidade escolar, Raquel Queiroz

Com a participação do Centro de Referência em Assistência Social (CRAS), no segundo dia, as turmas de 7°, 8° e 9° Ano do Ensino Fundamental foram sensibilizados sobre o conceito de abuso sexual, as formas de exploração sexual e os impactos na saúde mental das vítimas. Ademais, a palestra destacou o Disque 100, número direcionado para denúncias em caso de suspeitas desta violência e quais órgãos governamentais procurar em caso de atendimento.

Já com os estudantes do Ensino Médio, as orientações de prevenção ao abuso sexual foram feitas de formas diferentes. Uma caixinha com perguntas dos estudantes foi montada e dúvidas sobre o assunto foram sanadas, por meio de uma roda de conversa. Após o bate papo, os estudantes confeccionaram cartazes com frases de sensibilização e destaque ao Disque 100.

A coordenadora destaca que os estudantes ficaram surpresos com as informações e acrescenta que a ação promovida pela escola poderá mudar a vida de muitas pessoas.

Como objetivo de mobilizar a comunidade, no último dia da programação, os estudantes, acompanhados da gestão escolar, organizaram uma passeata. Segurando flores amarelas artesanais, símbolo da campanha, e os cartazes confeccionados no dia anterior, o grupo percorreu as ruas do bairro Padre Duílio, no qual a escola fica localizada. Ao final do percurso, realizaram uma cerimônia de “plantação das flores” marcando as ações da semana.