Pular para o conteúdo
Voltar

Profissionais da educação participam de seminário para debater alfabetização na idade certa

Terceira edição do Seminário Conectados pela Alfabetização começou ontem e termina hoje, em formato online, com inscrições gratuitas
Rui Matos | Seduc-MT

Divulgação
A | A

Autoridades, gestores de secretarias estaduais e municipais de educação, diretores de escolas, professores, formadores e pesquisadores de 11 estados brasileiros têm um encontro marcado na terceira edição do Seminário Conectados pela Alfabetização. Com o tema “A Sustentabilidade de Políticas Públicas para Garantir a Alfabetização na Idade Certa”, o evento começou ontem e vai até esta quarta-feira (18.05), de forma online, das 14h às 17h30 (horário de Brasília).

O Seminário é realizado pela Parceria pela Alfabetização em Regime de Colaboração (PARC), aliança formada pela Associação Bem Comum (ABC), Fundação Lemann, Instituto Natura, e os parceiros B3 Social e Fundação Vale.

As inscrições são gratuitas e abertas para profissionais da educação dos 11 estados integrantes da PARC (AL, AP, ES, GO, MA, MS, MT, PE, PI, RS e SE), pelo link Conectados pela Alfabetização 2022. A organização do evento informa que já superou a marca de 10.000 inscritos até o momento.

O Seminário Conectados pela Alfabetização trata sobre o cenário da educação neste ano eleitoral, a sustentabilidade de políticas públicas educacionais pós-eleições, a consolidação dos Programas de Alfabetização enquanto políticas de Estado, estratégias para recomposição da aprendizagem, o processo de alteração e implementação do ICMS Educação e mesas com gestores de municípios integrantes da PARC discutindo temas como a equidade de raça e gênero.

“O ano de 2022 é muito importante e decisivo para a consolidação de estratégias que garantam a aprendizagem das crianças no retorno presencial às escolas. Para tal, é preciso que políticas públicas que assegurem essas estratégias sejam fortalecidas. Sendo assim, o Conectados pela Alfabetização tem como objetivo mobilizar e conectar os atores envolvidos na implementação dos Programas nos estados em torno da temática da sustentabilidade de políticas públicas para a garantia da alfabetização na idade certa de todas as crianças”, comenta Veveu Arruda, diretor executivo da Associação Bem Comum.

 Programação

A programação desta quarta-feira começa com duas palestras simultâneas. Na sala 1, serão discutidos os “Desafios e possibilidades para a construção da equidade de raça e gênero nas escolas”, com Marcelha Quintiliano Pereira, Professora dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental, do município do Rio de Janeiro, e especialista em Alfabetização e Letramento e História da África e Cultura Afro-brasileira; e Irlene Renata,  Secretária Municipal da Educação de Vila Bela da Santíssima Trindade, Mato Grosso; com mediação de Raquel Teixeira, Secretária de Educação do Rio Grande do Sul.

Em paralelo, na sala 2, será abordado “A sustentabilidade de políticas educacionais no município em um ano de eleições estaduais”, com Sandra Ribeiro, Secretária Municipal da Educação de São Sebastião, Alagoas; e Sônia Regina Diógenes Tenório, Secretária Municipal da Educação de Venturosa, Pernambuco. A mediação será feita por Ellen Gera, Secretário de Educação do Piauí.

Em seguida, os participantes voltam a se encontrar na sala principal para acompanhar o painel “Políticas municipais para recomposição da aprendizagem: estratégias e suporte às escolas”, a ser conduzido por Carlos Sanches, ex-Secretário de Educação no município de Castro, Paraná, ex-presidente da Undime Nacional e Conselheiro do Conselho Estadual de Educação do Paraná; e Carolina Campos, Fundadora e Diretora Executiva do Vozes da Educação; com a mediação de Cecília Motta, Secretária de Educação de Mato Grosso do Sul.

O Seminário Conectados pela Alfabetização será encerrado pelo diretor executivo da Associação Bem Comum (ABC), Veveu Arruda, e a apresentação final será feita pelo poeta e cordelista Bráulio Bessa.

Atualmente, a PARC trabalha em parceria com 11 estados brasileiros na implementação de seus respectivos programas de alfabetização em regime de colaboração com os municípios. Os estados integrantes da PARC são: Alagoas, Amapá, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Sul e Sergipe. A aliança PARC é constituída pela Associação Bem Comum, Fundação Lemann e Instituto Natura e possui dois importantes parceiros: a B3 Social e a Fundação Vale.

 Conheça mais sobre o evento e faça sua inscrição AQUI.