Pular para o conteúdo
Voltar

Programa ERA abre inscrições para 1° Círculo Restaurativo

A ação tem como tema ‘Mulher e Autoestima’ e será realizada nesta sexta-feira
Rebeca Cruz | Seduc MT

- Foto por: Divulgação
A | A

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT), por meio Programa de Educação para Redução do Absenteísmo (ERA), abre inscrições para o 1° Círculo Restaurativo, ação do Calendário da Saúde em Educação, voltado para o público feminino, que tem como objetivo fortalecer os vínculos de pertencimento social e os valores e princípios peculiares de cada ser humano, com a temática Mulher e Autoestima. Mediado pela psicóloga Carla Queiroz, o diálogo irá ocorrer no dia 15 de outubro.

O círculo restaurativo é uma roda de conversa, mediada por um profissional da saúde, que permite a reparação de conflitos que podem ser de origem afetiva, profissional ou de outra ordem, além da sensibilização, reflexão e responsabilização sobre o tema discutido.

O encontro acontecerá às 14h30 e às 15h45, do dia 15 de outubro, na Sala de Matemática. Para participar é necessário preencher o formulário disponível aqui (Círculo Restaurativo (google.com). Cada círculo terá a participação máxima de 25 pessoas. 

A mediadora, Carla Queiroz, é psicóloga, Mestre em ensino, especialista em gestão de pessoas nas organizações e gestão executiva de negócios.

O círculo restaurativo é uma das ações programadas para o mês de outubro do Calendário da Saúde, Educação e o Socioemocional, promovido pelo Programa ERA, que busca instituir valores que são princípios básicos para a construção de um ambiente e um clima organizacional facilitador e fortalecido a partir das relações de interação social.

“O objetivo do círculo restaurativo é trazer bem-estar, intervenção, prevenção e levará a pessoa a buscar novas janelas de expectativas para conseguir alcançar os objetivos propostos para uma vida com qualidade social”, declara Cleuber Cristiano de Sousa, líder do Programa ERA.

Programa ERA

O Programa ERA trabalha com uma equipe multiprofissional, com psicólogos, engenheira no trabalho, assistente social, enfermeiros no trabalho, profissional de educação física, fisioterapeutas, fonoaudióloga e demais perfis.

A ideia é reduzir o absenteísmo e os afastamentos por motivos médicos dos profissionais da educação, por meio de 10 ações específicas: ergonomia e ergopsicomotricidade, laboral, vida saudável, prevenção para a aposentadoria saudável, socioemocional, psicossocial, bem-estar, calendário da saúde, acolhida no ambiente de trabalho e segurança no trabalho.

O Programa é acompanhado pelo Ministério Público do Estado (MPE), Tribunal de Contas do Estado (TCE) e Controladoria Geral do Estado (CGE). (Supervisão de Andréia Fontes)





Editorias